quarta-feira, 15 de maio de 2013

Côncavos E Convexos - Poesia

Lembro-me de todos os meus amores, cada um há seu tempo...
As travessuras de criança, o primeiro amor e as loucas paixões.

De todos os que eu vivi você foi o mais sério, o mais romântico, o mais intenso...
Contigo tudo era mais forte, o sangue fervia e a carne vibrava.
Você é a minha alma gêmea, a minha cara metade e sem você não sei viver.

Você me domina com a sua ternura
E com o seu jeito gostoso,
Sinto a ânsia de cometer loucuras,
Em momentos bem provocados.

As minhas esperanças são tuas.
Minha vontade está em tê-la sempre junto a mim...
Quando some sinto só saudades!
Seus beijos, seu calor e sua irreverência são um conjunto de ações importantes à relação.

Somos um casal que arde em paixão;
Quando separados, ficamos incompletos...
Juntos, côncavos e convexos.

4 comentários:

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Linda poesia, encontrar a pessoa certa é um bálsamo para o coração. Bjs amigo.

Lu Nogfer disse...

Que doçura!
Lindo demais um amor assim!

Beijos

Suely Rezende disse...

Djalma,
Boa noite,

Linda poesia.

Abraços

Ordem do Saber disse...

Bonita poesia, gostei bastante do final.

Um bom domingo.