terça-feira, 9 de julho de 2013

Até Que A Morte Os Separe - Mensagem de Texto


Uma simples história de ficção...

Conversando com um amigo em comum ao casal em questão, depois de longos anos é claro. Ele relatou-me o triste fim desse casal, os dois eram bem religiosos, ele um homem de grande estatura, parecendo um lorde inglês, médico de referência de uma grande cidade, já ela, nanica e sem atrativo físico algum, se é que me entende!

A noite de núpcias foi uma beleza, não faltaram bebidas e nem salgados e quanto à lua de mel, só o próprio para pôde contar, mas ele não está mais aqui, morreu. É daí que eu quero começar, quando o padre disse: 'Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?'

Uma pergunta tradicional que quase ninguém cumpre atualmente. Até porque, tem mulher que é mais chata do que a própria sogra e o caso desse amigo se enquadrava perfeitamente nisto. A mulher queria ao todo momento controlar o marido, falar por ele, e não era nada sensual, uma chata de galocha!

O tempo passou e os cabelos brancos já começavam a brotar, mas as atitudes continuavam as mesmas, nem com o início da velhice a mulher, que consumiu toda juventude daquele belo e jovem médico, o deixava em paz. Diante de tanta arrogância e vergonhas acumuladas, ele resolveu se livrar dela de vez, mais escolheu a pior solução, deu cabo da própria vida na meia idade.

Passado algum tempo a mulher veio a falecer de saudades e chegando ao inferno, pois não tinha vaga no céu para suicida e nem para uma mulher desse quilate, ela o reencontrou. Foi uma alegria só ao vê-lo, que para sua surpresa fingiu que não a reconhecia.

Mas ela não se conformou com a situação e começou a perturbar aquela pobre alma, nem o diabo estava aguentando. Ela chegou a lembrá-lo que no dia do casamento o padre disse assim: os declaro marido e mulher, mas em respostas ouviu desse senhor o seguinte: mas que a morte os separe, e por isso eu suicidei, para livrar-me de ti.

Diante deste fato o diabo por pena o colocou no outro lado da região baixa, os separando em definitivo. Desde então, ele passou a ter mais paz na morte do que na vida, você acredita!

2 comentários:

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

rsrsrs...
Misericórdia!

O pior...é que existem muitas "MULHERES" assim...rsrs
Dá até pena dos homens.

Também....não escolhem direito.Escolhem FRUTAS, ao invés de VERDURA. rsrsrsrsrsrs

Um abraço.

Ronilda David/Loubah Sofia disse...

(risossssssssss)

Pois é vá lá saber as maluquices que impera nesse mundo, não é?

Uma pessoa ter mais paz no mais profundo do inferno do que em vida e isso tudo por uma má escolha, coitado...

Apesar de ser engraçado, vejo muito da realidade que permeia entre as familias que cada vez mais estão despdaçadas, o que é uma grande pena.

Apreciei ler-te as escritas.

Meus cumprimentos Djalma, e até brevemente.