segunda-feira, 8 de julho de 2013

O Sapato Furado - Mensagem Texto


Um jovem rapaz de dezessete anos, queria servir o exército para se livrar da pindaíba, mas o chamaram para ser funcionário civil em outra força, depois da visita de algumas autoridades militares ao SENAI, onde ele cursava tornearia mecânica.

Chegando ao lugar determinado, ele foi surpreendido com a notícia de que seria militar. A sua alegria foi grande, pois no percurso até o quartel, ele foi abordado por um sapateiro ambulante que queria consertar o seu sapato furado.

Era um sapato bico fino, do tipo mata barata no cantinho, envernizado na cor marrom. Aquele sapato era pau pra toda obra e seu pai não podia comprar outro, nem sequer levá-lo ao sapateiro para colocar uma sola inteira para alegrar o rapaz.

Ele preenchia os buracos do par de sapatos com jornal todos os dias, até que o mesmo se rompia e furava as meias. Os seus poucos pares já estavam todos vazados. Mas aquele famigerado sapato era muito bonito e importante para o rapaz. Apesar de castigado pelo tempo de uso, ele tinha o seu charme!

Nas noites de domingo esse sapato era o seu companheiro inseparável nos salões de dança, no dois pra lá e dois pra cá nunca o traiu, apesar de furado. O pobre sapato sabia que os maus tratos sofridos e a falta de graxa que o levou a perder seu brilho, além da sua sola furada não eram culpa do seu companheiro.

O menino pobre que se tornou um rapaz promissor quando seguiu a carreira militar, chegou a ser o melhor partido da sua rua. Nesse momento ele via aquele sapato como hoje vemos os nossos cachorrinhos, que nunca nos abandonam. Pensar em trocá-lo seria um sacrilégio, mas precisava fazê-lo.

Como sabemos, infelizmente um dia toda parceria acaba e chegou o momento da despedida deles. Neste dia o rapaz comprou um sapato social de cromo alemão de respeito, levando-o a se desfazer de sua principal companhia de dois longos anos.

Foi uma caminhada difícil mas recompensada pela relação existente entre eles, pois nas dificuldades cada um fez a sua parte. E até hoje ele jamais se esqueceu do seu sapato furado, que se tornou para ele um símbolo da virada de sua vida.

Um comentário:

Kellen Bittencourt disse...

Olá amigo Djalma, muito interessante a história, acho que todos nós temos um sapato velho que representa algumas mudanças de vida! Abraçosss