domingo, 11 de agosto de 2013

Quase Divino - Poesia

O nascer do filho provoca o sorriso,
A rodada de cerveja está garantida.
Os filhos são bênçãos de Deus,
Para todos os homens da terra.

Na infância o Pai é o nosso herói,
Na adolescência já está quadrado,
Na juventude acerta alguma coisa,
Na maturidade sabia de quase tudo...

Quando nada parecer dar certo,
Quando a noite se tornar longa,
Apesar da maior idade, ele está perto!
O nosso pai nunca nos abandonam...

Em agosto, o segundo domingo.
É um dia para não ser esquecido!
Por mais bronco que seja o indivíduo,
Sendo Pai é quase um ser divino.

Não desmereça o seu Pai.
Aproveita enquanto o tem por perto!
Quem já perdeu sabe o quanto é ruim,
Viver sem esse afeto!

2 comentários:

Filha do Rei disse...

Oi. Já não tenho mais o meu pai por perto, mas agradeço a Deus pelos anos que ficamos juntos, pelas conversas e pelo exemplo que ele deixou.
Tenha uma abençoada semana. Bjs

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

Grande verdade Poeta! Valorizar o pai, enquanto o tem, é sábio conselho! Passei para matar saudades. beijokas