quinta-feira, 3 de outubro de 2013

A Culpa é dos Portugueses - Mensagem de Texto


Quando assistimos qualquer prática de corrupção nas várias esferas do governo, ouvimos logo a frase já batida pelas inúmeras repetições: a culpa é dos portugueses, isso vem desde a época do descobrimento, eles só enviaram ladrões para cá, entre outras injustiças com o povo luso.

Se um instituto de pesquisa ousasse em sair às ruas, para fazer ao povo a seguinte pergunta: Você é honesto? Não surpreenderia se todos dissessem que sim. Só que o conceito de honestidade, ao contrário do que muitos pensam, não está limitado a uma ficha limpa na polícia, vai muito, além disso. Já começa dentro de casa na relação de fidelidade e sinceridade mútua entre os seus cônjuges, passa pela relação com os filhos, através de bons exemplos e conselhos que eles levarão para o resto de suas vidas, se estende às relações com os vizinhos e caminha em direção ao local de trabalho, onde se passa a maior parte do tempo junto aos colegas. Neste local se não existir honestidade torna-se muito difícil o convívio, os relacionamentos ficam estremecidos. E por fim, nos contratos firmados ao longo da vida, no relacionamento com a igreja e com Deus, onde deve existir honestidade plena. Onde anda a culpabilidade portuguesa nisto aí, caso se você não consiga ser honesto?

No obstante a questão, quem vive uma vida de preferência, vive de válvula de escape, que nem sempre resolvem os problemas e tem por cultura agravá-los. Portanto, nunca se deve dar chance para o famoso jeitinho brasileiro, que muitas vezes leva a pessoa a atropelar a boa conduta, destruindo assim, toda política de uma boa convivência. Onde anda a culpabilidade portuguesa nisto aí, caso se você não consiga ser honesto?

Todavia, se pode perceber com muita facilidade que a prática das ilicitudes está tão comum hoje em dia, que os cidadãos de uma maneira geral, de tanto as verem não se indigna mais. Viver presenciando falta de honestidade tem sido uma constante, e a sociedade precisa mudar o hábito de achar que é normal ver uma pessoa querer ganhar vantagens sobre a outra e quanto às pessoas que tem esse estilo de vida, elas contrariam as normas da boa conduta. Onde anda a culpabilidade portuguesa nisto aí, caso se você não consiga ser honesto?

O brasileiro tem uma mania de achar que o tal jeitinho é uma pratica permitida na sociedade, daí alguns acabam perdendo todo escrúpulo, que ainda possa ter e depois vem com a desculpa que a culpa é do Cabral, só que se esquece de que o brasileiro tem raízes em vários países como: a África, Holanda, França, Alemanha, Itália, China, Japão, no Oriente Médio e Israel, enfim, somos uma verdadeira aquarela. Então, onde está a culpa portuguesa?

Um comentário:

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, por essas e outras que não apoiei as manifestações indo as ruas, todos nós temos um telhadinho de vidro, todos nós temos na familia pessoas desonestas, todos nós temos momentos desonestos, em vários setores de nossas vidas, até com nós mesmo muitas vezes, achei meio hipocrisia as manifestações, uma vez que todos ali tem comportamentos suspeitos, jeitinho brasileiro, financiamento de pirataria, QI (quem indica) e assim vai, todo mundo tenta se favorecer de alguma situação hoje em dia, o problema do Brasil é um problema de identidade da raiz mesmo, se culpa dos portugueses ou não, sei lá, mas as más práticas já vem de anos! Abraços