segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Acrósticos IX


Arte de esquecê-los

A.rtifício malvado
R.ecurso tolo
T.errível memória
E.squece os outros

D.elírio no estrangeiro
E.squecidos dos brasileiros

E.scola sem valor
S.em herói ou vilão
Q.ualquer nação os têm
U.nicos em suas áreas
E.speram o reconhecimento
C.arinho da pátria amada
E.stão em todos os cantos
L.íderes, músicos ou artistas
O.stentam belas histórias
S.em valor na sua terra


Domínio impróprio

D.oido esse demente
O.rgulho sem precedente
M.achuca tanta gente
I.gnorando friamente
N.ão quer agir levemente
I.mpõe força brutalmente
O.stentando-se cruelmente

I.rônico contundente
M.alvado premeditadamente
P.rega covardemente
R.eação má espontaneamente
O.uvindo que apressadamente
P.oderá sofrer repentinamente
R.esponderá mais intrinsecamente
I.mpondo a sua vontade realmente
O.lhando as vítimas soberbamente


Você meu alento

V.ibra o meu coração
O.rgulhoso por ti
C.om jeito de profusão
E.lemento que me faz sentir

M.antendo a reciprocidade
E.stado eterno de graça
U.nião mais que bilateral

A.lmas gêmeas de verdade
L.imite entre nós é o céu
E.lemento de nossas vontades
N.ão consigo jogar ao léu
T.oda a minha vaidade
O.rgulha estar com você


Doença da alma

D.epressão terrível
O.pressão violenta
E.stagnando a vida
N.ada tem, é problema
C.ausa somente tristeza
A.lma em melancolia

D.or que sempre fica
A.presenta inutilidade

A.ndando nela perdida
L.imitada sobriedade
M.altrata a pobre vida
A.lgo sem conformidade


Manhãs

M.orta a noite
A.lvorada se apresenta
N.ada melhor que a brisa
H.omenageando o momento
A.spirações ao novo dia
S.ensação de novo recomeço


Chuva de graça

C.orrida de bençãos
H.istória do céu
U.ma dádiva de emoção
V.ida que cresceu ao léu
A.lma satisfeita com Deus

D.evida reverência
E.sperança que renova

G.raça salvífica
R.emoe a comum também
A.lguém tem que dizer
C.arinho vem do além
A.lmas que satisfazem


Rio de Janeiro e o luar

R.odando na madrugada
I.nvisto no que vejo
O.lho a futura amada

D.entro do coração
E.speranças de montão

J.aneiro é bem quente
A.ssim como as paixões
N.em ligo pra outra gente
E.spero ter só emoções
I.mperial marca perene
R.evela charme do bom
O.rgulho da gata em frente

E.spreito atrás do poste

O.lhar bem eloquente

L.ual correndo a solta
U.m convite da areia somente
A.mor está forte agora
R.evelo que ganhei finalmente


Acróstico

A.rte nem sempre compartilhada
C.ada um o vê de forma única
R.esolução poética bem aplicada
O.rganismo desse terno mundo
S.er acróstico é ser único
Texto belo e muito profundo
I.mperícia o deixa confuso
C.omo um algo maravilhoso
O seu resultado é como a rosa

Um comentário:

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Belos acrósticos, parabéns pela criatividade, você é demais. Bjs querido.