domingo, 1 de dezembro de 2013

Acrósticos VIII


Teste o seu amor

T.ernura, um querer sem fim...
E.sperança de quem recebe!
S.erviço está nada ruim, e
T.estemunha que se enobrece,
E.stá cheia de gratidão...

O.rgulho da solidariedade!

S.ignifica linda sensação...
E.ssa iniciativa de dar
U.ni dois ou mais corações.

A.mar, simples assim!
M.ovimento de caridade
O.stenta amor na alma
R.ecurso bom de verdade


Musica para os ouvidos

M.elodia terna
U.m doce gostoso
S.ensação fraterna
I.ndica homem bondoso
C.aridade em aberta
A.lgo muito jeitoso

P.ara todos os seres
A.ura continua branca
R.elação de conforto
A.lguém que os alcança

O.riginalmente amoroso
S.olidário soa com gosto

O.fende toda abastança
U.nilateral orgulho bobo
V.ida que persegue a graça
I.ndivíduo sem bons olhos
D.everia amar muito mais
O.nde a necessidade é grande
S.onhar não custa nada


Adeus

A.lmas que se separam
D.e repente ou acordadas
E.sperança que desvanece
U.ltimos instantes e mais nada
S.aída quase pelos fundos


Álbum guardado

A.lmas que sofrem separação
L.imitam-se as lembranças
B.elas e ricas recordações
U.nicas em suas andanças
M.anutenção das emoções

G.iram as suas cabeças
U.ma história como as de fadas
A.lbum empoeirado na alma
R.esquício do bons momentos
D.ocilidade de uma vida
A.rvores com flores e frutos
D.omínio que lhe acalma
O.s retratos em  sua mente


Beija flor

B.em que me faz amar
E.nquanto me beija
I.nsisto em continuar
J.eito qualquer que seja
A.lgo para eu apaixonar

F.eliz contigo estou
L.ouco para fazer amor
O.riginal e com muito ardor
R.ecado para meu beija flor


Coloridas borboletas

C.oloridos espetaculares
O.rgulho da natureza
L.eves e também belas
O.stentam muita beleza
R.ealizam tarefas voando
I.mensamente ternas
D.ádiva do Deus Altíssimo
A.legria dos jardins e flores
S.ó a soberba sente vergonha

B.orboletas que encantam
O.stentam as suas asas
R.ecado para os humanos
B.elas cores são as delas
O.s seus poléns são belos
L.iberdade sobre as asas
E.m cada voo renovo dado
T.ocante razão e singela
A.lcance de uma aquarela
S.incronia fraternal e terna


Brinquedo

B.rincadeira de criança
R.itual bem divertido
I.lusão em todas as andanças
N.ão altera nada o que eu digo
Q.uerer sublime como as fadas
U.ne dois pequenos seres humanos
E.moção com pequenos brinquedos
D.oados ou dificilmente comprados
O.stentam com alegria divina


Asas ao vento

A.ventura muito linda
S.oa aos bons sonhos
A.lgo enche de alegria
S.entimento diáfono

A.lma livre leve e solta
O.rgulho todo translúcito

V.eneno do imaginário
E.ntorpece o sonhador
N.ada mais desnecessário
T.omando a vez do vento
O.stentar somente as asas


Caminho da poesia

C.orreria em versos
A.umenta a emoção
M.uitos são ternos
I.ntruindo o coração
N.ada é controverso
H.á alegria e desilusão
O.rquestrada pelos poetas

D.eclínio proposital
A.legria nas citações

P.oema com poesia
O.rganiza as sensações
E.sperança e controvérsia
S.ensorial consternação
I.mposto tudo na alma
A.umentando a ilusão

Nenhum comentário: