sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Últimos Momentos - Poesia

A vida lá fora é só angustia.
Pessoas correm para todos os cantos...
Morta à fé está nos corações,
Amizade já foi embora há tempos...

Esperança é palavra de ordem,
Mas em quem podemos esperar?
Os ditos realizadores de sonhos,
Enganam-nos aos montes...

O profeta agora é o próprio demônio,
Veja o mentiroso falando de forma universal!
Espetáculo desprezível da religião,
Que diz ser o que realmente não é!

As trombetas começam a soar,
Os verdadeiros cristãos aguardam ansiosos...
É chegada a última hora!
O joio e o trigo estão a se separar...

Promessa tarda, mas não falha.
Vejo a farra chegando ao seu final!
De que adianta juntar bilhões,
Os paraísos fiscais irão perecer!

Dez vidas não compensarão o sofrimento causado,
A cobrança está à porta e bate!
Quem tem ouvido ouça o que diz a igreja,
O que tens nas mãos para apresentar?

4 comentários:

Lucinalva disse...

Boa tarde querido amigo

Jesus está voltando, é tempo de preparação. Postagem muito importante.
Bjs

Joilson Pessanha disse...

Querido poeta, gostei muito do seu blog. Ficaria honrado em seu seu amigo virtual no face. Um abração e que Deus te ilumine e abençoe sempre. Um Fraterno Abraço.

LENAPENA disse...

"Estar no mundo, sem ser do mundo". Creio que essa seja a melhor escolha que podemos fazer. Viver uma vida interior verdadeira, regada a muita fé e esperança. E caminhar com mais confiança. Linda mensagem em sua poesia. Um bom domingo a vc.

Ordem do Saber disse...

Essa é uma verdade esquecida.

A religião está se transformando em algo místico, como um conto de fadas.

Infelizmente.

A Verdade está aí para os ouvidos que querem ouvi-la, para os olhos que querem vê-la, e para os corações que querem senti-la.

Uma boa semana.