sábado, 8 de fevereiro de 2014

Bipolaridade - Mensagem de Texto


Momentos de glória, infinitas tristezas! Um dizia alho o outro entendia bugalho. Situação constrangedora em meio ao sexo e as declarações de amor, algumas soavam como ternura já outras mal compreendidas pareciam as maiores ofensas. O humor se intercalava entre a intensa alegria de amar e a tristeza de não saber nada esperar. Sabia que a paixão ficava séria com toda essa bipolaridade. Esse transtorno que provoca todas as alterações dos sentidos promovidas pela intensa paixão fez com que até quem não sofre desse mal, visse que tudo o que ia bem poderia desmoronar com uma facilidade incrível e o participante que não tem culpa alguma ficava sem entender quase nada. Dessa nem os príncipes escapam, eles virão sapos sem razão e deixam de ser a melhor coisa para se transformarem na pior, suas ajudas emocionais viram pó. As crises neste tipo de relação pode trazer um desgaste muito grande com o tempo, por não haver a tolerância natural sobre as coisas. As pessoas se afastam e quem sofre desse transtorno tende a ofender sem se importar com quem foi de fato ofendido, mesmo tendo sido importante naquele momento. Esse transtorno bipolar não se caracteriza por mudanças repentinas de humor ao longo do dia, mas sim, pela vivência de episódios de humor de duração de cerca de alguns dias e até semanas e nem quando cai à ficha do doente ele para de cometer as suas sandices. As dificuldades neste relacionamento a dois, seja pela apatia na depressão ou pela euforia e irritabilidade, características da mania de possessividade terrível, que mostra que a pessoa quer está no controle de tudo, parecendo duas pessoas numa só, é muito complicado. E quem experimenta esse tipo de envolvimento amoroso marcado por esses contrastes no humor que parece beirar o patológico, são as maiores vítimas. Essas pessoas debilitadas deveriam procurar ajuda para controlar esses transtornos mentais. Deveriam procurar ajuda psiquiátrica pra valer, pois assim seriam ajudadas e não feririam outras pessoas, que por azar possam se aproximar delas.

Nenhum comentário: