quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Verdades Em Fim De Jornada - Mensagem de Texto


Numa avalanche de notícias ruins tudo era poesia, a ponto de se esquecer do resto. Vindo de quem vinha até parecia coisa boa, pois o poeta revela o escondido. Essa revelação poética com seus prazeres sensuais, misturados a tristezas emocionais, muitas vezes por necessidade, naturalmente o preenchia.

O enfado de uma vida sem sucesso acompanhava sem trégua aquele pobre homem, que via na poesia a sua chance de vencer. Cada linha lida no seu recanto, fez dele um escravo dos poderosos versos sem culpa alguma. Agora ele lê de tudo um pouco, em busca dos novos versos salvadores de sua triste vida. Os colocando numa categoria quase que divina.

Pelo canto da boca recitava sem cessar o amor, o ódio, a alegria e a tristeza. Com emoção falava do erotismo já encruado na sua mente pervertida. Imaginações apresentadas em sonhos que o levou a uma transformação cruel, por causa dos traumas amorosos nesta dura e sem encanto vida, aonde os poetas não chegavam nem por carta, nem tão pouco por recitações de versos impactantes e ternos de sua amada.

Pelo canto da boca falava da sua realidade atual costurada pelas linhas da sensibilidade, da criatividade e da coragem aprendidas em textos poéticos que rasgavam a sua alma, causando-lhe uma ruptura invisível entre o espírito e a carne. Essa divisão fez cair à máscara da hipocrisia e o seu olhar em particular ficou menos denso.

Pelo canto da boca acreditava revelar o sentido da sua nova vida, onde o suor que corria na sua pele tinha uma linda inspiração poética. Falava sem perder a poeticidade e a riqueza literária, trazendo elementos do cotidiano com novos olhares e sentires, provocando um êxtase nos seus ouvintes.

Parecia coisa boa se o nosso velho e sofrido personagem não estivesse em estado deplorável num manicômio qualquer, com possibilidade de frequentes fugas, onde inventava um novo mundo cheio de novas possibilidades e esperança para esquecer o sofrimento de um amor desprezível.

Nenhum comentário: