terça-feira, 15 de julho de 2014

Copas Das Copas - Poesia


Enfim, terminou a tal dita copa das copas.
E a "Síndrome de Estocolmo" falou mais alto!
Os muitos brasileiros perdidos as pampas,
Deixaram os hermanos muito magoados...

A convivência cultual do boteco e da gafieira,
Da cachaça, da gíria e da malandragem geral.
Coisas do passado de nossa bela e querida terra.
E as praias, deixaram os gringos, mais que legal.

Que saudade do cronista Nelson Rodrigues,
E do grande João Saldanha com as suas feras...
Tempo de belos jogadores e grandes craques,
Ver essa seleção do Felipão foi só mazela...

Os jornalistas atuais são a maioria hipócrita!
Os caras minaram o trabalho do Mano Menezes.
Queriam o Felipão com a sua família de festas,
Jogadores medianos com tatuagens e brincos.

Essa gente só quer internet e muito dinheiro.
Não pensaram na paixão nacional do pobre povo,
Que colocaram sobre eles as suas esperanças...
Bando de chorões, fracos e sem atitudes, loucos!

A goleada por 7 a 1 para a grande Alemanha,
É coisa hedionda e de intervenção necessária.
Sobrenatural de Almeida jamais imaginava,
Pais do futebol, passar por tanta vergonha!

Nenhum comentário: