sábado, 21 de junho de 2014

Inverno - Poesia


Quando o frio chega o coração aquece
Utopia e lances reais ao mesmo tempo
A neve cai e o meu peito fica quente
O vinho se apresenta a todo o momento

Crianças pedem cobertor para se aquecer
Dormem juntinhas e quentinhas na cama
Agasalho é fundamental para sobreviver
Moletom luvas e tocas entram na dança

A temperatura cai rápida e bruscamente
Começa o longo frio e logo vai chover
O negócio é tomar chocolate bem quente
Assistindo sessão da tarde até anoitecer

A esperança é que logo chegará o papai
Depois de mais um dia de longo trabalho
E vamos todos em família a Deus adorar
Contando que a temperatura vai melhorar

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Outono - Poesia


Ao sentir aquele friozinho
Acordei ainda cheio de sono
Percebi que já estava vivendo
Os dias cinza de outro Outono

Época boa para fotografar
A nossa cidade como um todo
As mares se levantam no mar
Trazendo as chuvas de Outono

As nuvens escureceram os céus
Que antes eram belos e azuis
Essa mistura do preto e branco
Acinzentou mas trouxe linda luz

As folhas que caem das árvores
São prenúncio de um grande renovo
No vento nas ondas ou na sua vida

É a natureza mostrando o seu valor

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Linda Data - Mensagem de Texto



Dia dos namorados às vésperas do dia do santo, aquele santo casamenteiro. Dois corações unidos como se fossem um, duas ideias, duas pessoas, a compreensão perfeita. Nas outras nações as data diferem, mas por aqui é no dia doze de junho, dia da alegria misturada a emoção de dois jovens corações. A sua origem, segundo a lenda é católica, devida a resistência de um sacerdote chamado Valentim, que conferiu aos casais se casarem mesmo contra a vontade do Imperador de Roma no século III, que havia proibido o casamento por questões do melhor desempenho dos solteiros nas guerras da época. Grande data, nesta data não falta presentes atraentes como: Joias, bombons, flores, roupas, lingerie, sapatos, cesta de café da manhã, massagem relaxante, viagem, entre outros bem cativantes. Apimentar a relação é uma ótima ideia, aliás, sempre foi, mas deve-se observar que na maioria dos relacionamentos um lado sempre valoriza o outro por coisas desnecessárias, por um carinho de momento ou atenção em ocasiões especiais, chegando a dizer que o seu cônjuge é uma maravilha, mas esquece de que ele é uma maravilha porque a sua presença física faz com que a pessoa se torna melhor do que ela sempre foi, aí está o grande lance. Se você sentir que se transforma num ser humano melhor, por conta dessa companhia maravilhosa, está no caminho certo, achou a sua alma gêmea. Contudo, saiba que o amor deve ser correspondido e também muito vivo, às vezes desvairado, mas respeitoso com o compromisso e que a morada da paz é o coração, ela mexe com a emoção e se mantém em sintonia com a alma, e assim uni dois apaixonados corações. Até porque, no amor quase tudo vale a pena e não devemos apequenar a alma, pois o amor realmente existe, ele é a unidade junto à dualidade sem conflito. É o amor maduro que sempre diz que precisa da outra parte consigo. Portanto, se valer a pena vá em frente, se valer a pena faça, se valer a pena realize, mas não deixe de viver o seu romance agora junto a quem você ama.

terça-feira, 3 de junho de 2014

O tempo Que Passa - Mensagem de Texto




O tempo passa para todo mundo, mas o que percebo são os jovens agindo como tolos ao não se prepararem para velhice que bate as portas rapidamente. E mesmo sabendo que a questão estética, onde os exercícios físicos e as danças colaboram para atrasar em pelo menos uma década o início dessa fase da vida, devemos estar atento a ela para não nos surpreendermos diante das dificuldades que virão juntas, e assim, aproveitarmos o melhor que ela pode nos oferecer. O respeito também é fundamental para com os velhos atuais, e assim, sermos, de alguma forma, recompensados por Deus no futuro com o carinho dos jovens na nossa velhice. Os estudos se mostram de suma importância para garantir uma velhice mais confortável em todos os parâmetros, pois ser um idoso totalmente dependente por não ter se preparado para velhice é muito ruim. O Salmo 92 afirma: “Na velhice ainda darão frutos, serão viçosos e florescentes…”, portanto, ao observamos um velho, devemos vê-lo como uma enciclopédia ambulante e que em muito pode nos ajudar com conselhos e apoio, pois eles querem ser uteis o tempo todo, mesmo que as vezes são rebeldes também. Quando olho para minha mãe com aqueles passos lentos viajo ao passado no tempo em que ela era uma fortaleza, uma robustez física de invejar, mas o tempo tratou de dissipar toda energia. Nisto vejo a sabedoria divina interagindo com a sua criação, o que me leva a entender a busca incessante dos idosos pelas coisas do alto. É o ciclo natural da vida que todos iremos passar, se dermos a sorte de chegar lá. Veja os pássaros que viajam a lugares distantes levando as sementes, eles vão jogando-as em terras estranhas, ao qual não estão acostumados a viverem, para florir o mundo com a beleza das flores. Na fecundação de uma semente a mãe terra abre os braços para recebê-la, é a vida renascendo. Esse momento de surgimento traz alegria no nascedouro e não é diferente conosco. Quando uma criança nasce o seu sorriso é um encanto, a sua respiração é a certeza da renovação. Uma nova luz que acende para esta vida. É quando o seu tempo começa a ser contado, os seus pequenos passos denunciam mais uma jornada que se inicia. Enquanto criança os pais garantem um rumo seguro, dando aos filhos seus braços como garantia de segurança neste curto espaço de tempo, onde o sono é primordial e as brincadeiras fundamentais. Então, quando sinto a brisa pela manhã ou no momento vespertino, tanto no brilho do sol com a sua luminosidade ou mesmo a lua oferecendo seus encantos junto às estrelas só para abrilhantar esse inicio de vida, vejo concretizada as maravilhas de Deus. Mas o tempo sempre passa e tudo muda, chega à hora de perpetuar a espécie, tempo de amar e produzir. Geração de nova gente, jornada longa e saudável, grandes batalhas e grandes vitórias também. Até que chega a famigerada idade, instante onde a sabedoria aflora, época de profundos agradecimentos por tudo o que Deus um dia lhe deu, é a vida se findando para um novo ciclo recomeçar. Mas também é a grande oportunidade dos filhos cuidarem dos seus antigos responsáveis, pois quem um dia lhe deu total apoio hoje precisa desta retribuição com urgência. Em cada passo lento dado, as crises das doenças que finalizam a vida e a falta da força física que corroboram para o sofrimento dos velhos são mostra de momentos constrangedores, porém, vejo tudo isso como grande oportunidade para os filhos serem pais dos seus próprios pais. E que Deus abençoe todos os nossos velhinhos!